Como tudo começou

Coletivo de empreendedores negros

2018

AfroEmpreendedor

Em 2018, Diego Reis fundou o coletivo AfroEmpreendedor, com membros de comunidades de todo o Brasil, voltado para a educação e empoderamento de comunidades negras.

2019

Meio de Pagamento

Contudo, ao se deparar frequentemente que a comunidade não era bancarizada e tinha muita dificuldade de ter acessos a serviços e produtos financeiros, em 2019 começou a prover serviços de meio de pagamento (maquininha), reunindo uma comunidade de distribuidores sociais em todo o Brasil.

2020

Banco Afro

Em 2020, Diego Reis uniu forças com o Fernando Zago e foi dada início a operação do Banco Afro, provendo soluções sociais e de bancarização especialmente pensados para as classes C, D e E, com destaque para negros, quilombolas e refugiados.

2021

Afro Pay

Em 2021, o Afro Pay S.A foi constituída para permitir a entrada societária de todos os que acreditam na nossa causa, crescendo a operação e formalizando a entrada no Banco Central para se tornar o primeiro banco Social do Brasil.

O primeiro banco com impacto social do Brasil

O Banco Afro foi criado para todas as pessoas que entendem a importância de termos um banco preto.

Em 2021, temos o objetivo de:

Impactar 1 milhão de pessoas

Através de nossos programas sociais, vamos impactar 1 milhão de pessoas direta ou indiretamente.

Diversidade

Ter 70% do nosso time formado por negros e LGBTQIA+

Facilidade

Disponibilizar a todos os clientes Cartão de Crédito, PIX, Boletos, Ted, Recarga de celulares, dentre outros serviços.

VAMOS IMPACTAR AS VIDAS DE
1 MILHÃO DE PESSOAS

Entre beneficiários diretos e indiretos em 2021

ODS da ONU

Todos os nossos produtos e serviços são modelados para atender aos
Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU.
Como dar um novo contexto e experiência para produtos financeiros.